sábado, 2 de fevereiro de 2008

O trânsito brasileiro está matando cada vez mais motociclistas.

- Diálogo com um amigo que me enviou isso:

"O número de mortes de motociclistas subiu 83% de 2002 a 2006, quando passou a representar 25% das vítimas de acidentes fatais de transporte no País. O total de casos chegou a 6.829 em 2006, ano em que 5,5 milhões de motos circulavam no Brasil, conforme o Mapa da Violência dos Municípios Brasileiros. Em acidentes com carros morreram 7.440 pessoas, mas a frota de automóveis chega a ser três vezes maior. O secretário-executivo do Ministério da Justiça, Luís Paulo Telles Barreto, disse que o governo pode proibir que motociclistas circulem entre as faixas de carros.
"Os pedestres continuam sendo as principais vítimas do trânsito (morreram 9,4 mil, em 2006), mas as mortes de motociclistas aumentaram", avaliou o pesquisador Julio Jacobo Waiselfizs. Barreto atribuiu esse crescimento ao aumento do número de motocicletas em circulação - que subiu para 7,6 milhões no fim do ano passado. "Sei que 2007 foi o ano recorde de venda de motos no Brasil."
Barreto admitiu que a autorização dada pela lei para que os motociclistas circulem entre as faixas de carros fez crescer o número de acidentes. Antes do Código de Trânsito Brasileiro, dez anos atrás, a lei proibia motoqueiros de passarem entre os carros. Segundo o secretário, essa é uma regra que o ministério estuda mudar no pacote de ações contra a violência no trânsito, a ser apresentado amanhã." As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

"Nos motociclistas somos vitimas da violencia no transito provocado em grande parte pelos carros(que deveriam arcar com a maior parte do aumento dessa conta) assim como os pedestres que são as maiores vitimas. Mas os lobistas com suas campanhas publicitarias e suas ações governamentais estão tentando dificultar a vida dos motociclistas ,como os aumentos abusivos do seguro do DPVAT a 3 anos quando ja pagavamos 50% a mais do que os carros. Ou seja nos as vitimas e que pagamos as contas"

De sua opinião e me reenvie.


Wilson

++

Resposta:
Olá Wilson,

Isso que você apontou tem causas mais profundas. Veja, como é de conhecimento público o sistema de reajuste das apólices estão vinculados ao grau de risco, no valor agregado aos cotistas. Se ficou comprovado que temos sacado mais o seguro, então ele subirá, ou seja, "o seguro morreu de velho".
Em relação as injustiças que você aponta, eu sinceramente, não compartilho dessa vitimação do motoboy como podemos observar na fala de alguns líderes que os representam. Ao contrário, eu os vejo como Profissionais Motociclistas, autônomos em suas decisões sobre o que é melhor para eles - tanto é real, isso, que até hoje nenhum governante conseguiu enquadrar a Classe nessas leis de gabinete.
A minha contribuição, se posso dar alguma, é que somente apoiando os movimentos legítimos desses Profissionais poderemos ver um dias eles não sendo arremessados de um lugar para outro, na mão dessas pessoas. Assim como no trânsito, eles juntamente com os outros motociclistas, formam uma categoria de condutores, que devem se manifestar a respeito de tudo isto - mas, principalmente, exigir do Poder Público medidas que realizem no trânsito a cidadania - ou seja, uma ampla e duradoura Campanha de Educação no Trânsito - afinal, dinheiro recolhido pelas multas EXISTE!

Falta, enfim, uma verdadeira liderança para fazer jús as nossas reivindicações você não acha?

Eliezer

Um comentário:

berenice disse...

ahora me doy cuenta de que el trafico no es un problema solamente de México..
saludos!

canal*MOTOBOY

canal*MOTOBOY
Coletivo Canal Motoboy